O dom do besouro

Antes de tudo, estou escrevendo esse post apenas para expressar minha opinião sobre o significado geral que as pessoas tem da palavra “dom” e também fazer um gancho com um post do Alberto Brandão em um blog antigo dele: Vôo do Besouro.

Trecho do post do Alberto.

A velha história do Besouro, muita gente já acabou ouvindo isso de uma maneira ou outra.
Mas quando você acaba entrando no mundo rígido dos treinamentos físicos, você começa a bater em um monte de paredes, e quantas vezes você não pensou “acho que não nasci pra isso”.
Deixando todo o ego de lado, independente de quem está lendo, isso, do que treina, seja artes marciais, Parkour, desenho, balé, estudos, ou qualquer outra coisa que ja tenha tentado fazer, você nunca parou e pensou “Acho que vou parar, não nasci pra isso.” Aposto que já.

Para quem não conhece a história do besouro, é a seguinte:
Fisicamente, A relação entre a aerodinâmica, o tamanho das asas, e o peso tornam impossível a possibilidade de um besouro voar. Mas como dizem por ai, esqueceram de avisar ao besouro que ele não pode voar, então ele voa. Mesmo voando de forma desengonçada, ele consegue da forma dele, e do jeito dele sem se importar com que os outros digam, ignorando até o fato da física afirmar que ele não pode voar.

besouro5

Vamos pegar esse trecho do texto “Acho que vou parar, não nasci pra isso”.
Como ele citou no texto, em alguma coisa na sua vida, você já deve ter pensado assim ou trocar a palavra nasci pelo “não tenho dom”.

Estamos aqui em um blog sobre a minha rotina nessa fase de emagrecer, mas isso pode ser aplicado em qualquer coisa na vida, como eu já citei aqui antes, o emagrecer já virou uma parte do processo como um todo, eu aprendi e estou aprendendo muito sobre muitas outras coisas.

Apesar de eu não concordar com o significado da palavra “dom”, em vários momentos da minha vida eu pensei dessa forma, não nasci pra isso, não sou bom nisso e acabei desistindo de várias coisas.

O desafio30kg é a primeiro projeto que eu faço na vida que eu comecei, não parei e vou terminar. Alias eu não tenho nem forças pra não terminar, já está dentro de mim, já é apenas só a parte de um processo muito maior, que é ter uma qualidade de vida melhor, mais saúde, mais vontade de ter as coisas, superar limites e por ai vai.

Eu nunca me imaginei praticando corrida, acordando cedo em pleno sábado/domingo pra praticar um esporte, indo pra academia a semana inteira e quando não ir, sentir falta, não da academia mas de se exercitar, de superar limites, de querer mais.

Eu não nasci pra isso, eu queria fazer, mas não tenho o dom pra isso.

Não acho bacana quando alguém fala isso, ou você quer de verdade, ou você “apenas quer” e se prende a alguma outra coisa pra não se esforçar o bastante para conseguir. Cada vez mais você encontra pelo mundo, pessoas que conseguem fazer coisas incriveis, encontra uma garotinha de 8 anos que toca guitarra mais do que você na vida inteira. Alguém vira e fala: “Ah ela nasceu com o DOM, é uma benção divina que faz com que ela toque, cante ou faça piruetas incrivelmente bem.”

Bullshit, na minha opinião essa garota se esforçou e se esforça todo dia. Para mim o dom dela, é ter encontrado algo que ela goste desde pequena, que se sinta bem, ela deve dedicar muito o tempo dela naquilo, enquanto eu decorava o nome dos 150 pokemons, essa garota decorou todas as posições dos frets da guitarra.

Vou falar uma coisa aqui que todo mundo sabe, mas que as vezes agente precisa ouvir.
Nada é facil, pra você conseguir o que quer, você tem que ser perseverante, conquistar aos poucos, cada pedaço, se dedicar, se motivar.

Quando eu criei o blog eu confesso, eu não tinha tanta certeza se iria conseguir chegar nem nesses 20kg, foi uma meta alta, eu não pensei muito, eu nem quis me comprometer no começo, eu poderia demorar 2 anos pra chegar nessa meta. Mas isso não funciona, eu fiz uma base, criei um cronograma e botei uma pressão. Não sabia se ia dar certo, nunca soube, mas eu acreditei, estou lutando e vou continuar. Não foi dificil, todo mundo vem a mim e diz que tem que ter muita força de vontade, que eu sou um exemplo e tudo mais. Não é tudo isso, você tem que apenas querer, mas querer de verdade, não querer hoje e desistir amanha, você tem que querer com todas as suas forças e não deixar que nada te impeça. Você vai ter altos, baixos, não vai ser mil maravilhas o tempo todo. Você vai ter fome, vai ter lesões, vai ter dias que você vai ter vontade de mandar tudo pra puta que pariu. Mas no final sempre vale a pena. O blog me ajudou a documentar isso, faz apenas 3 meses e eu já consigo olhar para os primeiros posts com orgulho e enxergar o quanto eu já progredi, é muito bom essa sensação.

Pense como o besouro, se dedique em algo que quer, que você consegue, não importa o que as pessoas dizem, o quão retardado você vai ser, o quão fora da sociedade você vai estar. Só não enlouqueça, modere, tudo que é demais faz mal e  é chato.

Obrigado a todos que me acompanham.

Um abraço!

Anúncios

2 pensamentos sobre “O dom do besouro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s